Motivo do sumiço e feliz Ano Novo!

Oláá, xuxas, queridas! Tudo bem com vocês?

Estou de volta, finalmente! Pra quem não viu no Snapchat, quero explicar por que eu sumi: no começo de dezembro, minha mãe foi rendida por dois assaltantes quando entrava na garagem de casa e ficou 10 minutos sob a mira de um revólver. Enquanto isso, eu e o Tobias (meu filhinho peludo) estávamos no meu quarto, na parte de cima, com a porta destrancada e totalmente vulneráveis também. Minha mãe implorou pros bandidos não subirem e, graças a Deus, eles não subiram. Roubaram algumas coisas da sala e levaram meu carro.

Bom, já foi bastante traumático saber que a vida da pessoa mais importante do mundo pra mim ficou nas mãos de um moleque inconsequente e destemido. Isso já seria o suficiente pra me derrubar emocionalmente durante algum tempo. Pra piorar, meus pais estavam com viagem marcada pra dois dias depois, o que significa que eu fiquei completamente sozinha pra cuidar das consequências psicológicas e burocráticas do assalto.

Meu carro foi encontrado no dia seguinte, mas, até a polícia liberá-lo, foi um processo lento e cansativo. Como ele estava comigo fazia duas semanas apenas, o documento ainda não havia saído no meu nome – ou seja, tive que provar na delegacia que o carro era meu, e a Nota Fiscal não era suficiente. Foi desgastante e levou uma semana inteira pra conseguir deixar tudo em ordem.

Por fim, ficar longe da minha mãe logo depois de um evento traumático como esse foi muito sofrido. Sou muito apegada a ela e extremamente sensível, por isso, resolvi me resguardar, tirar as duas últimas semanas do ano só pra mim e pra minha família, pra não pensar em mais nada. Mantive o Instagram porque é minha principal rede social, e os posts não exigem muito do meu intelecto.

Enfim, agora, já estamos bem – mamãe e eu. Espero conseguir atualizar aqui toda semana, como já era de costume em 2016. Posso falhar às vezes porque, graças a Deus, as parcerias com o meu Instagram estão crescendo, e isso significa que estou dedicando mais tempo a ele. Não se esqueçam que eu (ainda) sou sozinha pra vender, divulgar, buscar as coisas em São Paulo, fotografar, editar e postar – isso só pro Instagram. Pro blog, ainda tenho que pesquisar, editar fotos, fazer toda a arte (que é bem porca ainda, eu sei) e escrever. Então, peço um pouquinho de paciência, tá?!

Um feliz 2017 pra todas vocês, e espero de coração que este ano seja muito melhor pra todas nós!

Um beijo e até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*