Por Aí: Um passeio pela Ilha do Cardoso!

Por Aí: Um passeio pela Ilha do Cardoso!


Oláá, marias amoras! Tudo bem?

Como prometi no post anterior, vim contar sobre os passeios que eu fiz pela Ilha do Cardoso! Pra quem não conhece, o Parque Estadual da Ilha do Cardoso é uma área de proteção ambiental de 151 Km² no extremo sul do litoral paulista. Em linha reta, são mais de 30 Km de matas naturais, habitadas por muitos animais e pouquíssimas pessoas. Eu vou contando mais conforme vou postando as fotos, tá? Let’s go:

01

Bom, pra chegar até a ilha, só de barco, saindo de Cananeia! No caminho, a gente passa pela baía dos golfinhos e é recepcionado assim, com barbataninhas de fora! <3

03

Só que eles chegam beeeeem pertinho da praia do Pereirinha, onde estão os banhistas! Essa é mamis, e consegui fazer uma fotinho dela com um golfinho! Pra vocês verem como eles aparecem o tempo todo!

02

Eu aproveitei o mar calmíssimo, totalmente sem ondas, mas nenhum golfinho apareceu na minha foto! #chateada

04

Bom, ali mesmo, da praia do Pereirinha, sai uma trilha que leva a uma passarela suspensa sobre um manguezal. O passeio é monitorado e acompanhado por biólogos que fazem parte dos grupos de proteção ambiental instalados por lá.

06

Tem muuuuitos caranguejos pelo caminho, e a gente vê tudo de cima… é muito exótico e fofo acompanhar esses bichinhos tão de perto!

22

Foto da passarela em meio aos mangues… experiência super pitoresca!

05

Lá no fundo, já dá pra ver algumas das instalações dos órgãos de proteção ambiental. No fim da trilha, chegamos a um pequeno museu de biologia e encontramos…

08

…um esqueleto de filhote de baleia jubarte! Gente, filhote! Olha o tamanho que eles já nascem!

07

Depois do passeio, uma paradinha pra foto da paisagem, no alto de um mirante!

Bom, a praia do Pereirinha foi só a primeira parte. Lááá do outro lado da ilha, tem mais história. Andamos de lancha por uma hora até chegar a uma cidade fantasma, chamada Ararapira, olhem só:

14

Também só se chega de barco e, na entrada, a gente passa um pequeno perrengue pra subir pela areia e chegar até…

09

…esta pequena igreja construída em 1776!

10

Cruz na parte interna da igreja, em lembrança às santas missões.

11

E o altar ainda está montado com imagens de santos!

12

Atrás da igreja, surge esse caminho todo fechado por árvores, que leva…

13

…ao antigo cemitério do vilarejo! Se eu tive medo? Bom, na verdade, tive mais medo dos insetos que eu vi ali: juro, gente, duas abelhas pretas, tipo marimbondo, mas três vezes maiores! Saí correndo e fui esperar o resto do grupo lá perto da prainha de entrada…

Depois dali, a gente voltou pra lancha e foi até Marujá, outro vilarejo (agora habitado) na Ilha do Cardoso. É uma comunidade bem simples, com alguns restaurantes de comidinha bem caseira, algumas casas de pescadores e só. Dali, pegamos mais uma trilha liiinda pra chegar a outra praia, no extremo oposto do Pereirinha.

15

Essa é ainda mais fechada por árvores e tão linda que tirei várias fotos: antes de entrar…

16

…bem no comecinho…

17

…e durante!

18

Saindo da trilha, continuamos num caminho de areia no meio da vegetação, até chegar…

19

…a uma praia totalmente selvagem e deserta, sem resquício algum de civilização!

21

Mas o que valeu mesmo foi respirar ar puro, sentir a brisa do mar e recarregar as energias pra este ano que só está começando!

Espero que tenham gostado do post, xuxas! Até a próxima!

Beijinhos…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*